Malta


Pequena, aconchegante, surpreendente e muito pouco conhecido, o arquipélago de Malta situa-se a 90 km da Sicília e 290 km do norte da África e  já foi cenário de filmes famosos como “O Gladiador", "Tróia", "O Conde de Montecristo", “Game of Thrones”, “Popeye”, “By The Sea”.

Apesar de pequena, Malta tem muitos atrativos. O país é formado por três ilhas (Malta, Gozo e Comino) e tem muita história, pois seu território passou por civilizações bem diferentes, como fenícios, romanos, árabes e britânicos.


Valletta é a capital do país e também o coração comercial da ilha. A cidade fortificada é uma das menores capitais da Europa, e reúne uma catedral, alguns museus, centenas de lojas e uma vista imperdível a partir do Jardim Barraka. Dali é possível avistar fortalezas, bastiões e o principal porto do país.


Mdina, a "cidade do silêncio", com suas ruas estreitas e vazias, faz com que você se sinta em uma cidade medieval com o vai e vem das charretes que levam turistas para passear.


Marsaxlokk, uma pequena vila de pescadores no sul da ilha oferece vários restaurantes em frente a uma baía, com um cardápio variado de peixe fresco, além do animado mercado aos domingos, com barracas de flores, frutas, comidas típicas, roupas e muitos souvenirs de Malta.


Em Gozo está o Templo de Ggantija (em maltês significa gigante). Estudiosos acreditam que esse templo neolítico foi construído entre os anos de 3.600 e 3.200 a.C. e que o local foi habitado por gigantes por conta do tamanho das suas rochas.


A rocha calcária conhecida como Azure Window, em Gozo, é uma das atrações turísticas naturais do arquipélago.


A Blue Grotto (Gruta Azul), além de ser ponto turístico com o claro azul do Mar Mediterrâneo das ilhas de Malta é ideal para mergulho.


Todas as três ilhas oferecem pontos de mergulho únicos, com uma abundância de recifes, cavernas e naufrágios.

A calma e a claridade do mar oferecem uma excelente visibilidade, vida marinha em abundância, sendo considerado o terceiro melhor lugar do mundo para mergulhar pelos leitores da revista norte americana “Diver Magazine”.

As profundezas dos mergulhos variar, desde o raso de 12 metros Għar Lapsi mergulho para Lantern Point, com o seu túnel subaquático que leva até bem mais de 50 metros. Dwejra, em Gozo, tem cavernas, arcos e até um buraco azul que desce a um profundiade de 17 metros.

Além da abundante vida marinha, Malta ainda oferece vários pontos de naufrágios, navios e aviões afundados da Segunda Guerra Mundial, em perfeitas condições.


Aruba - One Happy Island


Aruba é uma ilha neerlandesa no Caribe, ao largo da costa da Venezuela. Seus vizinhos mais próximos são Curaçao, São Martinho e a Península de La Guajira.

Se encontra fora da rota de furacões e ao contrário de muitas ilhas do Caribe, o clima em Aruba quente e seco, de modo que raramente se observam dias chuvosos.

A capital Oranjestad fica na costa sudoeste, local mais frequentado pelos turistas.

O holandês e o papiamento são as línguas oficiais de Aruba, porém, a maioria de seus habitantes fala fluentemente inglês e espanhol. O papiamento é uma mistura de português, holandês, inglês e espanhol.

O carnaval de Aruba dura um mês com direito a toda pompa, festas e desfiles nas ruas, realizada por milhares de nativos e visitantes anualmente.

Uma das coisas que mais me chama atenção em Aruba, é a hospitalidade e educação de seus moradores, alem da limpeza de suas ruas e praias. Não é a toa que o slogan da ilha é “One Happy Island”.

Local para se hospedar é que não falta. Desde acolhedoras pousadas como Aruba Surfside Marina, minha preferida, até grandes Resorts onde se encontram os Cassinos. O grande problema dos Resorts é que, apesar de não se poder fumar na área de hospedagem, o cheiro de cigarro que flui dos Cassinos incomoda até quem é tabagista.

Um lugar que possui atividades e atrações para todos os gostos. Relaxar à beira mar com os pés entre as areias macias e mar cristalino; ou se aventurar em um mergulho em alto-mar; praticar windsurf, kitesurf, parasail, jetlev e paraquedismo; além dos passeios de jeep ou mesmo andar a cavalo ou caminhar pelo Parque Nacional Arikok e descobrir as fascinantes maravilhas naturais da ilha, como as formações rochosas e piscinas naturais.

Aruba conta também com lojas de todos os tipos, para todos os bolsos e gostos. Um passeio pelas feiras é sempre uma boa opção no fim de tarde, onde se encontra diversas opções de lembranças da ilha.

A vida noturna é maravilhosa e animada, e conta com vários restaurantes espalhados desde a região do aeroporto, passando pelo centro da cidade, até Palm Beach, para que possa degustar as delícias locais e ainda arriscar a sorte em um dos cassinos espalhados pela cidade.

Ao visitar Aruba, não deixe de jantar num autentico restaurante cubano e se deliciar com a comida do Chef Aldo Becerra, principalmente, se quiser saber, já no cardápio, se o alimento tem ou não Glúten, ou se a comida é vegetariana. O Cuba’s Cookin fica bem no centro de Oranjestad, ao lado do cinema.

Depois de um bom mergulho nas praias de Palm Beach, experimentar Lion Fish frito no Nos Clubhuis Hadicurari, acompanhado do autêntico Mojito é quase que obrigatório.


Assista aos vídeos, e veja o porquê eu amo Aruba.







Eu, sob as águas de Aruba.