Muck Dive – Mergulho na Lama




Quem vai até o Estreito de Lembeh, no norte da ilha de Sulawesi, na Indonésia, está em busca de novas aventuras, mas sem dúvidas, recompensadoras. Passar horas com o rosto próximo a uma areia escura em busca de incríveis, exóticas e magníficas criaturas marinhas.

É o próprio "muck" (sujeira da água) que faz com que essa modalidade se torne tão diferente. Uma grande quantidade de sais minerais e de matéria orgânica atua como adubo e favorece a explosão de microalgas que entram na base da cadeia alimentar da maioria dos seres vivos marinhos. Essa água suja é, na verdade, uma sopa de nutrientes que possibilita, junto com a baixa visibilidade, o habitat perfeito para a recuperação de alguns animais ou o desenvolvimento de espécies únicas.


Uma pequena mostra de filmagens subaquáticas de uma viagem para Lembeh, Indonésia, Fevereiro de 2013. 

O Mundo Debaixo D’água




Vivemos em um planeta água.
A terra é composta por três quartos de água, e pouco conhecemos sobre este fascinante mundo, inigualável aventura e extrema beleza.
Onde e o que você faz enquanto mergulha é de sua escolha.
As experiências de mergulho vão de calma e tranquilidade as mais intensas e emocionantes.

Enquanto muitos procuram conhecer o universo e procuram vida além da Terra, mergulhadores procuram conhecer e compreender vidas aqui na Terra. O fascinante mundo submarino e seus seres misteriosos.

Não importa qual a sua intenção quando entra para este mundo, se é busca de aventura, ou simplesmente a paz que o mergulho proporciona.

O mergulho é o esporte mais seguro do mundo, desde que se respeite e conheça suas regras. Por isso é importante que você procure uma escola de mergulho em sua cidade, e de preferência, que seja certificada pela PADI, reconhecida e respeitada mundialmente.

Me apaixonei pelo mundo submarino, e nele, encontro paz e alegria. Me sinto flutuando enquanto estou debaixo d’água e me maravilho com cada descoberta. E acima de tudo, o mergulho me proporciona vontade de viver e conhecer cada vez mais este pedaço inexplorado de nosso planeta.

A escolha de se entrar para este mundo é toda sua. Tenho certeza de que você, assim como eu, vai se apaixonar.

O mergulho autônomo leva as pessoas para um mundo diferente com novas cores, formas, texturas e criaturas. Você terá a oportunidade de conhecer pessoas de todas as partes do mundo e compartilhar experiências. A relação de amizade entre mergulhadores é algo que jamais havia experimentado na vida. Você confia plenamente em seu companheiro, e ele, em você, pois debaixo d’água, se houver algum problema, é o seu companheiro que irá lhe ajudar.

No mundo subaquático, você terá a oportunidade de explorar desde naufrágios históricos e recifes imaculados até os mistérios de uma pedreira local. Além de lhe proporcionar uma ligação extraordinária com a natureza; um sentimento de liberdade e uma transformação. Transforme para sempre a percepção que se tem da vida. Torne-se um mergulhador.

Eis uma pequena amostragem do que você pode encontrar no fundo do mar, e a importância de seus companheiros de mergulho, no caso de você encontrar alguma dificuldade na realização de algumas manobras. Seu dupla, seu Dive Master, seu companheiro, seu amigo, estará sempre a seu lado, estará sempre atento para lhe ajudar, assim como você estará lá para ajudá-lo.


Siga as normas de um mergulho seguro, e, antes de entrar na água, deixe bem claro as suas dificuldades e o seu grau de treinamento. E não se esqueça de que existe uma seguradora internacional, DAN, para socorrê-lo em casos de acidentes com mergulhadores.


Thailand, um Sonho




É difícil descrever a emoção de visitar um país tão bonito.
Em 1939 que o nome oficial do Sião, foi substituído por Tailândia. (práthêt thai). Práthê provém do sânscrito pradesha que significa “país”, e thai significa “livre”.

A Tailândia tem um clima tropical, úmido e quente, com três estações: temperada, quente e chuvosa. Na estação chuvosa, as monções fazem a sua aparição com diferente incidência conforme as zonas. No Sul da Tailândia, a sua presença pode revelar-se com grande violência.

Em 26 de Dezembro de 2004, um tsunami assolou a costa tailandesa de Andaman… Este desastre exigiu um grande esforço por parte das autoridades e da população em geral, para a reconstrução do país. Um ano depois, todo o povo tailandês pôde transmitir ao mundo inteiro esta mensagem: conseguimos, as zonas afetadas estão totalmente recuperadas.

Hoje, a normalidade é total e o turismo voltou a eleger a Tailândia como destino de férias e este é sem dúvida o melhor indicador e a melhor recompensa pelo esforço realizado.

O que não falta é o que fazer e o que visitar na Tailândia. Um paraíso para quem deseja fazer compras, assistir a shows de dança típica da região, viajar ao passado nas dinastias dos reinos e suas arquiteturas, se encantar com a natureza exótica, desfrutar de uma gastronomia diversa, praticar esportes radicais, aquáticos, ou para quem deseja somente descansar em belas praias ou curtir as noites nas grandes cidades.

Ao Norte

Chiang Rai é a porta de entrada para uma região das colinas místicas, tribos, pomares e a misteriosa sedução do Triângulo de Ouro. É onde encontramos o templo sagrado Wat Phra That Doi Tung, a 200 metros de altura, sobre o cume do Mount Doi Tung, a montanha mais alta da província. O templo possui uma relíquia sagrada do Buda e é um lugar de peregrinação anual dos budistas devotos.

Chiang Mai é o centro cultural do Norte da Tailândia. Fundada em 1296, a cidade permaneceu intacta ao longo do tempo, mantendo a sua importante função espiritual sobre toda a região. Foi o lugar de nascimento das fascinantes tradições da cultura do Norte e da religião budista. Os tailandeses afirmam que nada se pode comparar à beleza e à gentileza própria das pessoas de dessa cidade. o sentido da hospitalidade está profundamente arraigado, e todos os anos os tailandeses chegam de variadas partes do reino para assistirem aos festivais.

A cidade velha, rodeada por um fosso e muralhas fortificadas, possui um labirinto de mercados, ruelas e templos antigos.

O campo que rodeia Chiang Mai oferece uma enorme variedade de atrações: jardins, aldeias tribais de montanha, escolas para os elefantes da selva e belezas naturais como cascatas, grutas e altas colinas. As povoações das redondezas são famosas em todo o mundo pelas porcelanas esverdeadas, madeira esculpida, baixelas em prata, laca, seda, algodão e uma imensidade de outros objetos.

Sukhothai foi o berço da civilização tailandesa e é considerada um dos locais históricos mais importantes do Sudeste asiático. Foi aqui que, durante o século XIII, floresceu uma exuberante e criativa cultura baseada no budismo, na classe guerreira dominante e numa próspera economia local. Declarada pela UNESCO como patrimônio mundial, a antiga Sukhothai é rica em ruínas de muitos templos de influência Khmer, hindú, birmanesa e Mon.

No Centro

Ayutthaya é uma das cidades mais deslumbrantes da Ásia, com ruínas dos templos e dos palácios da época de sua fundação e museus que abrigam as memórias de 33 reinos sucessivos, onde se é possível viajar através do tempo, percorrendo o período que vai da época de maior esplendor da capital até à sua decadência.

Bangkok, capital da Tailândia, também conhecida como “A Cidade dos Anjos”, é uma metrópole fascinante de dez milhões de habitantes e com duas fisionomias muito diferentes: a da cidade velha, com os palácios e templos do século XVIII, e a cidade moderna, com os seus centros comerciais e as zonas mais recentes banhadas pelo rio.

Entre as inúmeras atrações merecem destaque especial o Palácio Real e o Templo do Buda de Esmeralda (Wat Phra Kaeo). Esta parte da cidade, com os templos dourados, as torres em espiral e as brilhantes decorações, está protegida por uma fortaleza branca.

El Wat Phra Kaeo é a capela pessoal de Sua Magestade o Rei e  é também o lugar venerado do Protector Sagrado da Tailândia, o Buda de Esmeralda.

Outros lugares de interesse são o Templo do Buda de Ouro que conserva um Buda integralmente de ouro do período Sukhothai (1238-1378), o Museu Nacional e o Mercado Flutuante, um pitoresco aspecto da vida fluvial tailandesa.

Em Pattaya, encontra-se a praia mais conhecida da Tailândia, com suas areias brancas e finas, atrai anualmente milhares de turistas.

Ao Sul

Chumphon é considerada por muitos como a porta de entrada para o Sul, uma zona muito fértil que produz excelente fruta e está repleta de plantações, campos de arroz e áreas florestais.

Ao longo da costa de Chumphon encontram-se disseminadas 47 pequenas ilhas, que se estendem ao longo de 222 quilômetros. As suas águas cristalinas, a beleza dos corais e as espécies marinhas a elegem como o destino favorito dos amantes das práticas submarinas. São frequentes os serviços de translatos à famosa ilha de Ko Tao.

Krabi, uma pequena comunidade de pescadores, é uma das mais bonitas cidades da Tailândia, com lindas praias e uma maravilhosa paisagem em pedra calcária.

De lá, parte-se para as ilhas de Ko Lanta, Ko Phi Phi.
As atividades são muito variadas: trekking, escalada, mergulho ou passeios de piroga (um tipo de barco feito com tronco de árvores) são ideais para os aventureiros.

A baía de Phang-Nga possui diques em pedra calcária, ilhas exuberantes e pequenas ilhas no meio do mar, que se elevam das claras e tranquilas águas como símbolos monolíticos que o tempo esqueceu.

Tailândia, um destino de sonhos. Um paraíso, dentro e fora d’água. Deixe-se levar pelo fascínio da cultura tailandesa, pelas suas praias paradisíacas, seja para lazer ou atividades desportivas, pela riqueza dos sabores orientais da típica gastronomia thai e pela simpatia e hospitalidade cativantes do povo tailandês. O verdadeiro país dos sorrisos e um destino e experiências inesquecíveis.


Vídeos