Koh Tao, Tailândia


Koh Tao Island fica localizada no Golfo da Tailândia, perto de Koh Samui e Koh Phangan, a apenas algumas horas de Bangkok, possui um ambiente calmo e silencioso e é um dos melhores lugares para se deliciar com a natureza. A principal atração da ilha são as tartarugas, águas limpas e claras, propícias para o mergulho, snorkeling, natação, ou simplesmente, desfrutar de suas belas praias para um banho de sol.

Um dia sob as águas dos recifes de Koh Tao, Tailândia: corais, peixes de recife, serpentes do mar, caranguejos, camarões e os sempre amistosos trigger fish.

Uma maravilha da natureza, que um dia pretendo conhecer.




Štrbské Pleso, Eslováquia. Caminhando Sobre o Gelo

Tomas Nunuk, da Bratislava, Eslováquia, estava caminhando com um amigo pelas montanhas de Tatras em 30 de novembro de 2014, e, devido às condições climáticas no momento, resolveram mudar a rota anteriormente planejada. Caminharam até um lago próximo de onde estavam e ficaram surpresos com o que encontraram. O lago estava completamente congelado.

Este é um fenômeno que acontece quando a temperatura cai rapidamente sem que haja neve, fazendo com que o lago fique totalmente congelado, e, como suas águas são cristalinas, este lago glacial do Alto Tatras alimentado por fontes subterrâneas e sem um fluxo de saída visível, fica completamente transparente.

Este vídeo mostra Tomas, de pé, na superfície gelada do lago, tão límpido e transparente, que parece que ele está flutuando no ar.




Ele não informa o nome do lago, mas este fenômeno é mais comum em Velke Hincovo Pleso em Štrbské Pleso, um dos principais balneários turístico no Alto Tatras, Eslováquia.

Neste outro vídeo, podemos ver o mesmo lago, no verão.




Velke Hincovo Pleso fica localizado a 1.944 metros acima do nível do mar em Mengusovska Dolina, sob a montanha Koprovsky Stit. O lago é de 53,7 metros em seu ponto mais profundo, o que o torna o maior e mais profundo lago da Eslováquia.

A região do Tatras é formada por montanhas de média altitude na fronteira entre a Eslováquia e a Polônia. Durante o inverno é o principal destino de ski do país e no verão oferece diversas trilhas para hikkings, trekkings e caminhadas com belíssimas paisagens.

O acesso a região é feito através de 16 Km de estrada partindo de Poprad, que pode ser realizado através de ônibus ou carro. Existem na região pequenos ônibus que fazem a ligação entre os diversos vilarejos no pé da montanha.


Rio Reno - Alemanha



"Toda a história da Europa (…) está resumida
neste rio de guerreiros e de pensadores,
nesta onda imensa que sacode a França,
neste murmúrio profundo
que faz sonhar a Alemanha.
O Reno reúne tudo." 
Victor Hugo (1842)

Durante séculos, o rio Reno foi caminho natural para viajantes pela Europa central. Às margens do rio foram construídos inúmeros castelos e fortalezas. Os núcleos de colonização romana deram origem a varias importantes cidades.

Por muito tempo, o Reno foi palco de grandes transações comerciais, de política internacional e de guerras. Os viajantes que passavam pelo vale renano raramente viajavam por prazer e a beleza da região demorou a ser descoberta.

As primeiras descrições de viagens pelo Reno, que deram origem ao chamado "romantismo renano", remontam aos séculos 17 e 18, quando uma viagem à Itália, cruzando o Vale do Reno, passou a fazer parte da formação cultural dos nobres do norte da Europa.

A partir do final do século 18, o Reno foi descoberto por um número cada vez maior de poetas, músicos e escritores alemães, tornando-se um tema constante da literatura germânica. Antigas lendas, envolvendo cavaleiros medievais, dragões, sereias e duendes, foram registradas. As lendas renanas tiveram sua consagração na ópera através de Richard Wagner, com a quadrilogia O Anel do Nibelungo, que reúne as obras Ouro do Reno, As Valquírias, Siegfried e Crepúsculo dos Deuses.

Também politicamente importante, o rio Reno representou durante muito tempo o ponto central das discórdias entre franceses e alemães. os franceses reivindicaram durante décadas o Reno como fronteira oriental do seu país. No correr da história, ao cabo de guerras e tratados, a margem esquerda do rio mudou várias vezes de nacionalidade.

O surgimento do turismo no Vale do Reno deveu-se em grande parte às descrições de viagens feitas por escritores de diversas nacionalidades. Em 1816, o poeta inglês Lord Byron ficou tão impressionado com as ruínas do castelo sobre o penhasco Drachenfels, perto de Bonn, que escreveu Childe Harold’s Pilgrimage e os famosos versos The Castled Crag of Drachenfels (O rochedo fortificado de Drachenfels). Se pudesse, ele passaria o resto de sua vida aos pés do rochedo encimado por uma torre. E, como conseqüência, multidões de ingleses invadiram pouco tempo depois o Vale do Reno, numa constante peregrinação turística só interrompida em épocas de guerra.

Isso deixou marcas profundas no maior rio da Alemanha, na história, na cultura, na economia e na política.

Em pinturas, artistas retrataram suas belezas, criando o Romantismo do Reno.

Lendas contam que suas águas escondem o tesouro dos nibelungos e que do seu rochedo a Loreley seduzia navegadores.

Ao longo dessa importante via de transporte, desenvolveram-se centros urbanos, núcleos industriais, vinícolas e mineração.

Em 2002, o Vale do Alto Reno foi elevado a Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

Hoje, o Museu Siebengebirge no tranquilo vilarejo de Königswinter, próximo a Bonn, mantém viva a fascinação dos artistas do Romantismo pelo rio mais conhecido da Alemanha. O espaço de exposição está no lugar certo: quem desce do trem em Königswinter logo vê o Drachenfels (rochedo dos dragões) e o Drachenburg (castelo dos dragões) destacando-se majestosamente na paisagem.


Uma visita ao Vale do Médio Reno de barco.
Loreley, burgos e cidades idílicas nas encostas do rio Reno são algumas das atrações de quem opta por um passeio de barco na Alemanha.

Fenômenos da Natureza - Raios Anticrepusculares



A Mãe natureza é capaz de produzir um fenômenos belíssimos.

O Sol, quando se põe, provoca um belo fenômeno. O Crepúsculo, onde raios solares atravessam o céu entre nuvens e, como são paralelos, formam imensos feixes de luz rasgando o céu em linha reta. 

Raios crepusculares surgem quando o sol está atrás de algum objeto, normalmente nuvens, e seus raios são espalhados pela chuva, neve ou poeira. A perspectiva faz parecer que os raios estão saindo do Sol, dando a sensação de algo sobrenatural está acontecendo.

Os raios anticrepusculares também surgem assim, mas ao invés de parecer que eles estão saindo do Sol, esses raios convergem no horizonte exatamente de seu lado oposto. Os raios rasgam o céu numa linha reta e, como o céu é uma esfera, eles parecem se encontram no ponto mais antissolar possível.





Los Cabos, México



Também chamado “corredor hoteleiro”, localizado em uma área semidesértica do país, na ponta mais ao sul da península da Baixa California, San Jose del Cabo e Cabo de San Lucas são as duas principais cidades de Los Cabos, ligadas por uma estrada de 30 quilômetros, com mais de 30 resorts, campos de golfe, restaurantes e mar com água azul e cristalina.

O Mar de Cortés e seus tons azulados que recortam o interior dessa península mexicana possui uma variedade marinha, em um cenário de cânions e cascatas de areia que foram descritos por Jacques Cousteau, na década de 1970, como o maior e mais bonito aquário do mundo.

Na Riviera Maia a atração dos mergulhos são os corais, as esponjas e os peixinhos coloridos.


Já em Los Cabos, a atração são as mantas, leões-marinhos, golfinhos e tubarões e baleias, que nadam ao lado de imensos cardumes de peixes de todos os tamanhos e tonalidades. São mergulhos para todos os níveis de experiência, com profundidades que vão desde os dez metros, podendo se estender a verdadeiros precipícios submarinos em águas com ótima visibilidade.

Existem vários pontos de mergulho em Los Cabos e nas Ilhas do Pacífico.


Os pontos mais procurados são:

  1. O Arquipélago de Revillagigedo composto pelas Ilhas São Benedicto, Socorro e Roca Partida.
  2. E Guadalupe, onde se pode mergulhar em gaiolas com tubarões.


Para quem não deseja um liveaboard, próximo ao continente existem bons pontos de mergulho. A Pedra do Pelicano, o Dedo de Netuno, La Punta, o Cabo Pulmo e o Gordo Banks.

Se seu esporte é o surf, também existe uma praia para você.


Suas praias são paradisíacas.
Playa del Amor, Playa del Divorcio, Costa Azul, Acapulquito, Playa Palmilla, Santa María, Médano, El Pedregal e El Arco.
O Arco do Cabo San Lucas (Patrimônio da Humanidade) separa o Golfo da Califórnia do Oceano Pacífico.



Para os amantes do ecoturismo Los Cabos é o lugar perfeito, pois é uma área tão rica e diversificada, que não vai faltar o que fazer. Possui deserto, mar e montanhas para explorar. Tudo que você precisa fazer é contratar uma empresa de turismo local e pronto. E acima de tudo, divirta-se! Há uma série de empresas conceituadas de ecoturismo na cidade para levá-lo onde quer que queira ir.


Passeios a cavalo ou camelo, trilhas para cavalgada, ranchos, campos de golf, passeios a San Jose's Estuary and Bird Sanctuary, Hydro Flyboard, Tirolesa, Wirikuta Garden com várias espécies de cactus e outras plantas.


Você pode também fazer passeios de barco, pesca marítima, e os famosos tours pela cidade e praias, além de poder passear pelas ruas da cidade e apreciar o artesanato local.


Você também pode optar por nadar com golfinhos em Cabo Dolphins, localizado no coração de Cabo San Lucas, com vista para a marina, com piscinas especialmente projetadas para oferecer água marinha clara e cristalina com excelente nível de cuidado, garantindo conforto para os golfinhos e os hóspedes que lá visitam.


Se você for mais do tipo cultural, Los Cabos tem se tornado uma meca para os artistas e galerias de arte.

À medida que a noite chega, o que não faltam são bares e restaurantes onde você poderá passar horas agradáveis com amigos, desfrutando da saborosa comida local e de drinks maravilhosos, além daquela refrescante cerveja gelada.

Como Chegar
O aeroporto internacional mais próximo fica em San José del Cabo e recebe voos da Cidade do México, San Diego, Los Angeles, San Francisco e New York.

Boa Viagem!


Marrakesh‎


Fundada pelo sultão Almorávida Yusuf ben Tasufin em 1062, cidade imperial, antiga capital da dinastia do Marrocos, situada perto do sopé norte da cordilheira do Alto Atlas, É a quarta maior cidade do país. As muralhas avermelhadas da cidade, construídas por Ali ibn Yusuf em 1122-1123 e vários edifícios avermelhados construídos durante este período, fez com que a cidade fosse conhecida como "cidade vermelha".

Alguns locais que não podem deixar de ser visitados...
Mesquita Koutoubia; Bab Agnaou Gate; Mesquita de la Kasbah; Saadian Tombs; Palais Bahia; Palais el-Badi; os Souks; Jardim Menara; Ben Youssef Medersa; as muralhas de Bab Jdid; Mamounia Hotel; Jardim Majorelle; Praça de Medina - Jemaa el-Fna; as Tumbas Saadianas, um pequeno cemitério onde estão enterrrados os reis da dinastia Saadi de Marrocos.

Património Mundial da UNESCO, a Praça Jemaa el-Fna é a parte mais importante da cidade, sendo o centro da vida pública dos habitantes de Marrakesh.


Nos Souks, mercados de Medina pode-se comprar qualquer coisa. De especiarias a sapatos, de jalabas a kaftans, de chaleiras a tajines e muito mais.



Uma boa dica é contratar um guia local, pois Marrakesh possui lugares mágicos e inesquecíveis, repleto de mercados, jardins, palácios e mesquitas.

Outra dica bastante interessante é fazer um tour de 12 dias pelo Marrocos a partir de Marrakesh, e conhecer sete locais considerados patrimônio mundial pela UNESCO. No roteiro, as Montanhas do Atlas, desfiladeiros impressionantes, cidades imperiais, aldeias e vilas encantadoras, a cidade medieval de Fez, florestas de cedros com macacos, a bonita Chefchaouen, seguir pela Costa Atlântica, Casablanca, e, claro, o Deserto do Saara.

Férias... Prepare a Mala, e Boa Viagem!



Para quem quer viajar nestas férias, e ainda não escolheu um destino, aí vai algumas dicas.

As 10 melhores praias do mundo baseado nos comentários dos usuários do site de viagens Tripadvisor.


Baía do Sancho, Fernando de Noronha (PE), Brasil


Baía do Sancho é o nome de uma baía de águas claras localizada a oeste do Morro Dois Irmãos e a leste da Baía dos Golfinhos, no arquipélago de Fernando de Noronha, no estado de Pernambuco.
Na porção central da baía são encontradas lajes rochosas que abrigam uma diversificada fauna e flora marinha.
A Baía do Sancho é a praia mais bela do Brasil. Isolada, coberta por vegetação nativa e limitada por uma alta falésia, onde pássaros constroem seus ninhos, ela tem areia branca e mar verde-esmeralda. Do alto da falésia mais um presente: o mirante dos Golfinhos de onde é possível ver os rotadores brincando no mar. Aliás, a vista como um todo é simplesmente maravilhosa.
O Sancho assim mesmo, no masculino, é uma baía de águas transparentes que permite a parada de embarcações para banho, sem causar danos aos corais: uma das poucas na Ilha em que isso é possível. De fevereiro a junho, o turista é brindado com um interessante fenômeno: duas cachoeiras que se formam a partir da água da chuva e jorram de cima de um precipício.
Mas para curtir tudo isso é preciso muita atenção: na época da desova das tartarugas marinhas (janeiro a junho), por exemplo, a visita é proibida no horário entre 18h e 6h.


Grace Bay Beach, Providenciales, Arquipélago de Turks e Caicos


Belas praias de areia branca e águas azuis cristalinas seduzem os turistas que chegam diariamente à ilha de Providenciales, que possui um dos maiores recifes de coral do Mundo, 370 quilómetros de praias de areia branca, águas cristalinas e milhares de locais de mergulho. Turks e Caicos é um local deslumbrante, que encanta os visitantes com os 320 dias de sol e uma temperatura média de 28 graus. A praia de Grace Bay Beach, além da cor turquesa do mar, tem areia branca, peixes brilhantes e um pôr-do-sol memorável. O céu vermelho cria uma atmosfera verdadeiramente especial.


Playa Flamenco, Culebra, Porto Rico


Culebra é uma ilha muito pouco desenvolvida, apenas possui algumas estradas, pequenos hotéis, restaurantes locais e praias de sonho. Nesta ilha, as pessoas vêm para ficar longe das multidões da cidade. A Praia Flamenco é a praia mais popular da ilha. Tem uma enseada protegida e suave e areia branca. Ideal para um banho de sol, mergulho e snorkeling.


Isola dei Conigli, Sicília, Itália


Isola dei Conigli, em português, Ilha do Coelho. Um oásis de paz e tranquilidade, com flora e fauna semelhantes aos da costa Norte Africana. A Ilha Coelho é um destino turístico voltado para aqueles que querem passar suas férias de verão imerso na natureza. Com águas cristalinas com vários tons de azul e areia branca. O local é ainda um excelente ponto de mergulho no Mar Mediterrâneo.


Whitehaven Beach, Ilhas Whitsunday, Austrália


Localizada no coração da Grande Barreira de Corais, na Austrália, a praia de Whitehaven impressiona pelos desenhos que o mar límpido risca em suas areais brancas. Esse paraíso fica localizado no estado de Queensland. O que torna o lugar tão especial é que a praia tem uma areia quase 100% sílica, o que a torna muito branca.


Playa de Ses Illetes, Ilha Formentera, Espanha
 

A Praia de Ses Illetes situadas no ponto mais a norte da ilha é um local rústico e muito concorrido. A areia é branca e fina e as águas são calmas e transparentes. Nos faz sentir como se estivéssemos no Caribe. Suas impressionantes águas turquesa e areia branca fazem deste lugar um paraíso.


Anse Lazio, Ilha de Praslin, Ilhas Seychelles


A praia de Anse Lazio, de água cristalina azul cintilante, areia fina branquinha e generosa vegetação emoldurada em rochas de granito. É simplesmente a mais perfeita harmonia da natureza! Situa-se na pequena Praslin (pronuncia-se "pralam") que, embora seja a segunda maior ilha do arquipélago localizado no Oceano Índico, tem apenas 38 km² e população de 6.500 moradores. Está localizada a cerca de 3 horas de barco (ou 15 minutos de avião) a nordeste de Mahé. É uma ilha granítica, como todas as do “Grupo Interior” e, no meio das suas colinas encontra-se o esplêndido Valée de Mai (“Vale de Maio”), cuja reserva da natureza foi considerada pela UNESCO, em 1984, Património da Humanidade.
É o único local no mundo onde se encontra, em estado selvagem, o famoso coco-do-mar, o maior fruto do mundo e com forma de coxas humanas, para além de uma grande quantidade de plantas e animais, de que o mais célebre é o papagaio-negro, o “pássaro nacional” das Seychelles.
Os recifes de coral que circundam a ilha são o habitat de mais de 900 espécies de peixes e de conchas de grande beleza. Outro produto desta ilha é um granito róseo muito especial, que foi usado em vários hotéis locais.


Lanikai Beach, Kailua, Havaí


Na língua havaiana, Lanikai significa "mar celestial '. Ventos refrescantes aliviam os dias quentes do Havaí.
Lanikai Beach oferece um cenário pitoresco, ideal para todas as atividades: natação, caiaque, snorkel, mergulho ou simplesmente relaxar na areia branca e fina. Está situado na costa de barlavento de Oahu, e oferece uma vista interminável das mundialmente famosas Ilhas Mokulua. Não se esqueça de trazer o seu equipamento de mergulho para Lanikai Beach. Lanikai é o lar de alguns dos mais impressionantes recifes de coral do mundo.


Rhossili Bay, Swansea, País de Gales

Uma praia que fica próxima a uma vila de mesmo nome e que foi eleita a praia mais bonita do Reino Unido e a terceira mais bonita da Europa.
Rhossili lembra um pouco as praias brasileiras, por ser plana e de chão de areia.



Playa Norte, Isla Mujeres, México


O mar turquesa do Caribe banha a Isla Mujeres, localizada a apenas 10 km de Cancún, no México. O passeio à ilha vale pelas águas calmas e a paisagem livre dos prédios que ocupam a orla de Cancún.A melhor praia de Isla Mujeres é a Playa Norte. A praia tem águas quentes, cristalinas e praticamente não há ondas e o mar: é raso por um longo trecho de areia. O banho é maravilhoso e obrigatório para fugir do calor que faz na ilha.